Direito, Jurisprudência, Legislação, Política e Filosofia.

Entre o começo da pré-campanha e as críticas de cada ideologia, cabe o bom senso


Imagem relacionada

Caros amigos e amigas, a pré campanha já tomou seu rumo e suas feições, deixando um ensaio do que será o pleito vindouro.

Fica patente, portanto, que o país fez uma opção clara do que será o tom das discussões políticas enraivecidas e dirimidas por um novo muro de Berlim, construído num Brasil que, ao invés de tomar as rédeas de suas mazelas, prefere travar uma luta ideológica entre direitistas, esquerdistas e os filiados a corrente dos “em cima do muro” (só esquecendo que quem fica em cima do muro leva pedradas dos dois lados).

A análise minudente, que toca tanto os filiados vermelhos como os azuis leva a um paradoxo, pois, se por uma lado é ofensivo “a caravana de LULA pelo Brasil”, não é diferente o título extemporâneo de cidadão campinense ao prefeito João Dória de São Paulo. Porém, lamenta-se, profundamente, um destilar do ódio e das razões outras que bem parecem destoar a reflexão politica a um patamar diferente do programático.

É triste, sob todos os aspectos, perceber a letargia de grupos que há pouco tempo, destinavam a peia de suas criticas, apenas, a uma “mandatária incompetente”, estarem silentes e com apoio irrestrito ao desmando atual do planalto, que há um ano de sua posse, não repôs a confiança populacional, apenas limitando sua propaganda ao relevo econômico, o que ainda não foi sentido nas bases.

A esquerda, também, não fica de fora de uma critica contundente ao seu modelo insistente de propor, como alternativa, apenas a figura do LULA. Afinal, não é tempo da esquerda se reinventar e pensar em uma outra alternativa? Não ficará vazio seu discurso de implementação de uma politica governamental, tendo só como expoente alguém que, não obstante os avanços nas áreas sociais, quando esteve à frente do governo, agora amarga a possibilidade de começar a execução de sua penalidade??

Para todos os lados, é preciso prudência e uma canja de galinha para cada um, e uma não opção pelo odiento patamar de reflexões em vista das eleições de 2018,

pois, estaremos a colocar o pais em mais quatro anos de penúria???? O bom senso ajudará!!!!!!

RINGSON GRAY MONTEIRO DE TOLEDO

ADVOGADO – FILOSOFO

JOÃO PESSOA, 27 AGOSTO DE 2017

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.